E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

29/04/2009 - 15:28:23

Mitos e verdades sobre a gelatina
Ela já foi apontada como a inimiga número um da celulite.
Pode ser consumida ao natural ou misturada a outros alimentos.
Saiba quais são os mitos e as verdades a respeito da gelatina

ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


Muito já foi dito a respeito da gelatina: que previne a celulite, protege as unhas e fortalece os cabelos. Houve uma época em que ela estava na moda, depois, cedeu lugar para outras novidades. Porém, os estudos a respeito do produto prosseguiram. Hoje, já se sabe que a gelatina é eficaz para a manutenção do tônus muscular e firmeza da pele.

A gelatina é extraída do colágeno, especialmente do bovino. Ela contém uma série de fragmentos de proteínas que fornecem aminoácidos, fundamentais para a manutenção de ossos e a regeneração de algumas articulações. "Contém 9 dos 10 aminoácidos essenciais ao corpo", explica a especialista em nutrologia, Dra. Tamara Mazaracki.

Versátil, pode ser adquirida em folhas, em pó com sabor, ao natural ou em cápsulas. Porém, existe uma diferença entre a gelatina que compramos no supermercado (sobremesa) e a gelatina vendida em casas de suplementos alimentares.

As casas de suplementos vendem o colágeno em pó, ou em cápsulas, que é o colágeno em sua forma pura. Já a gelatina-sobremesa, que compramos no supermercado, também tem colágeno na composição, porém, em menor quantidade.

“A gelatina do supermercado pode ser usada como um reforço do tratamento, porém, para se conseguir unhas e cabelos fortes, pele mais firme e articulações saudáveis, é necessário o consumo de colágeno in natura, devido à maior concentração dos nutrientes”.

Confira a seguir, as respostas para as principais dúvidas sobre gelatina e saiba, de uma vez por todas, o que você pode esperar dela.


A gelatina previne ou reduz a celulite?
A celulite é o resultado de um processo multifatorial, onde ocorre a deficiência da circulação venosa e linfática, retenção de água, acúmulo de gordura e processo inflamatório. A gelatina não age diretamente na celulite. Permite que a pele tenha mais elasticidade, porém, isto terá pouca influência no aspecto e evolução da celulite.


É verdade que a gelatina não tem gordura nem colesterol?
Sim. A gelatina (ou colágeno hidrolisado) é isenta de gordura, colesterol e carboidratos. Ela é composta por cerca de 84 a 90% de proteína, 1 a 2% de sais minerais e 8 a 15% de água.


É mesmo feita de cascos de vacas?
A gelatina é obtida pelo processamento do colágeno protéico, que é extraído da pele, cartilagens e ossos de diversos animais.


A gelatina deixa as unhas mais fortes e os cabelos mais brilhantes?
Sim, ela contribui para isso. Para um crescimento saudável, unhas e cabelos precisam de diversos nutrientes. Entre eles, o colágeno, existente na gelatina. O colágeno é responsável pela cicatrização e regeneração dos tecidos. No caso das unhas e cabelos, o colágeno forma uma matriz onde minerais se fixam para deixá-los fortes, resistentes e brilhantes.


Pode ser aplicada diretamente no cabelo?
Aplicar gelatina diretamente no cabelo não produz nenhum efeito porque o cabelo não consegue absorver os nutrientes.


Máscaras de gelatina deixam a pele mais bonita?
A aplicação tópica, ou seja, na superfície da pele, não tem nenhum efeito. Algumas máscaras possuem colágeno na fórmula e apresentam ação hidratante temporária. Porém, para apresentar benefícios na elasticidade da pele, a gelatina deve ser ingerida.


Quanto tempo demora para os resultados (visíveis) aparecerem?
Os primeiros efeitos se fazem notar após dois a três meses de consumo diário. Depois de obter o resultado desejado, é importante fazer uma manutenção, ou seja, o consumo deve ser incorporado ao cardápio. A dose recomendada é de 10g diárias (1 colher de sopa) de gelatina (também chamada de colágeno hidrolisado) diluída em meio copo de água ou adicionada em sucos, leite, sopas, chás, etc.


Quem faz dieta, precisa comer gelatina para não ficar com a pele flácida?
A gelatina é a maior fonte alimentar de aminoácidos que ajudam a estimular a síntese de colágeno no corpo. O consumo de gelatina durante o período de emagrecimento ajuda a manter a tonicidade e elasticidade da pele, prevenindo assim a flacidez.


A gelatina produz sensação de saciedade?
A gelatina se liga a uma grande quantidade de água, o que ajuda a dar sensação de saciedade após a sua ingestão. Além disso, seu alto teor protéico permite o uso em dietas. A gelatina também pode substituir ingredientes mais pesados e calóricos no preparo de pratos.


Comer um pote de sobremesa de gelatina por dia é suficiente para obter os seus benefícios?
Depende do que se quer alcançar. Como prevenção é interessante o seu consumo diário sob forma alimentar. Porém, se as unhas estão fracas ou o cabelo fraco, o uso de colágeno suplementar, em cápsulas ou em pó, é necessário para que o problema seja solucionado.


Qual é a melhor maneira de consumir a gelatina?
O ideal é associar o uso de colágeno suplementar (pó ou cápsulas) com a gelatina alimentar. Ela pode ser incorporada ao cardápio diário de diversas maneiras, em pratos doces ou salgados, sucos e iogurtes.


As gelatinas sem sabor são melhores do que as coloridas?
O efeito nutricional é o mesmo. A gelatina sem sabor permite a mistura de sucos ou frutas diversas, ou o uso em pratos salgados.


Muita gelatina faz mal para a saúde?
Não. Porém, ela não pode ser usada como única fonte de proteína. Deve fazer parte de uma dieta variada e equilibrada em proteínas, carboidratos e gorduras. É interessante notar que a adição de gelatina no cardápio ajuda a complementar a ingestão de proteínas de outras fontes, como carne, ovos e feijões.


Gelatina faz bem para os ossos e articulações?
Ossos, cartilagens e articulações são formados por colágeno acrescido de minerais. O colágeno reforça os tendões e ligamentos que unem os músculos aos ossos. A gelatina hidrolisada ajuda na nutrição destes tecidos, mantendo a hidratação e integridade das articulações, desempenhando assim um papel importante na prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose.



   Últimas de Mitos e verdades
  28/04/2009 Novo Artigo em Mitos e Verdades