E-mail
Assine já!
Notícias Unisite

21/09/2010 - 08:52:43

Guerino Seiscento perde concessão de linha
Nova empresa começou a operar na manhã de ontem
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA


A Artesp, órgão da Secretaria dos Transportes, suspendeu a concessão da linha Tupã/Arco-Íris/Luiziânia/Queiroz para empresa Guerino Seiscento Transportes.

A medida deveria começar a vigorar na quinta-feira passada. Fiscais da Artesp, com apoio de policiais militares, chegaram a bloquear a saída de ônibus da garagem da empresa, nos altos da rua Aimorés. O advogados da empresa conseguiram uma liminar, mas somente até domingo. Ontem, a “Princesinha” assumiu a linha.

Uma das explicações para o caso foi dada pelo prefeito de Queiroz, Rodrigo Silva. Ele disse que neste ano, ao tomar conhecimento de que a empresa mantinha a concessão de uma linha ligando Queiroz a Pompéia, e considerando que a mesma não estava sendo realizada, solicitou na Artespp a reativação da mesma imediatamente.

A partir de então, segundo Rodrigo, a Empresa Guerino Seiscento passu a fazer a linha, mas somente às terças e quintas-feiras

Quanto à perda da concessão, que a partir de ontem passou a ser atendida pela empresa “Princesinha”, o prefeito de Queiroz disse desconhecer o assunto. “Só fiz o pedido pela ativação de uma linha que existia, mas não que não vinha sendo executada”, disse, observando que a realização dessa linha somente às terças e quintas-feras ainda não supre as necessidades dos moradores de seu município. “O ideal seria que essa linha fosse mantida de segunda a segunda”, ressaltou.

Arco-Íris

Na manhã de ontem, a nova empresa já percorreu a linha. Existiam anteriormente quatro horários por dia, que por enquanto serão mantidos. “Não sabemos como vai ficar a situação. Estamos na expectativa, o que osso dizer é que, do jeito que estava era muito melhor para Arco-Íris. Eu vou explicar: o ônibus saia de tupã e vinha para nossa cidade, e depois fazia o sentido contrário. Em pouco tempo o trajeto estava completado”, disse o prefeito de Arco-Íris, José Luiz da Silva.

O chefe do executivo de Arco-Íris ressaltou que não sabe exatamente o que aconteceu. Ele observou que entende como justa se houve uma possível reivindicação de Queiroz e Luziânia, que precisam também de suas linhas de transporte coletivo. Mas enfatizou que em todo caso é importante atender os interesses de todas as comunidades envolvidas.

José Luiz justifica seu temor diante da informação de que a nova linha, a ser feita pela Princesinha, sairia de Tupã e passaria por Arco-Íris, Luiziânia e Queiroz.. Isso significa um percurso de cerca de 100 quilômetros. Dependendo do itinerário, o arcoirense teria de viajar por mais tempo.

José Luiz disse que desconhece os motivos da cassação da concessão para a Empresa Guerino Seiscento. “O que posso dizer é que o município de Arco-Íris sempre foi muito bem atendido pela empresa Guerino Seiscento”, enfatizou.

A Princesinha iniciou a operação d a linha mantendo praticamente os mesmos horários. Mas muita gente ontem não sabia disso. Por isso, muitos ficaram esperando nos pontos pelo carro da Empresa Guerino Seiscento. Com isso alguns tupãenses que trabalham em Arco-Íris tiveram que providenciar carona ou buscar meios próprios. O preço da passagem, que era de $ 2,70 deverá ser mantido.

Diário Tupã